terça-feira, 12 de janeiro de 2010

obstinação


Irresistible love, Hesham Abrishami


vivo dos silêncios ínfimos
com que separas as palavras;
desses fugazes intervalos,
onde não mora a razão
e te rendes sem saberes...

nunca tive quem me amasse,
assim, sem querer...

nem nunca pedi tanto à vida...

4 comentários:

  1. Nem precisamos pedir nada à vida, ela nos dará tudo aquilo de que precisarmos.
    Belo poema!

    Samuel Pimenta.

    ResponderEliminar
  2. o coração tem vontade própria...

    abraço, ana prado

    ResponderEliminar
  3. Olá ana prado,
    falta uma sílaba ou sobra um verso?
    beijos

    ResponderEliminar